NOVA YAMAHA MT-09 EVOLUIU ALÉM DO VISUAL COM MELHORIAS PARA QUEM PILOTA

Por 14/03/2019 ÀS 07:15
NOVA YAMAHA MT-09 EVOLUIU ALÉM DO VISUAL COM MELHORIAS PARA QUEM PILOTA

A segunda geração do modelo ícone da Série Master of Torque, responsável por inaugurar no Brasil o conceito Dark Side of Japan, ganhou várias novidades que a tornaram ainda mais eficiente, bonita e emocionante!

A nova MT-09 2020 tem um design animal. O novo conjunto óptico formado por dois faróis duplos em LED, as maiores tomadas de ar junto ao tanque de combustível e as carenagens de proteção do radiador, na qual agora são fixados os piscas dianteiros, deixaram seu visual ainda mais arrojado e musculoso.

Na traseira, as mudanças também são facilmente perceptíveis com a nova lanterna com efeito 3D em LED e o arrojado para-lama junto à roda que é fixado diretamente na balança da suspensão, que também tem a função de suporte da placa.

Para poder curtir ainda mais toda sua esportividade e domar o torque brutal de seu destemido motor de 3 cilindros, a nova MT-09 2020 também vem equipada com controle de tração, sistema “Quick Shift”, que permite trocas de marchas ainda mais rápidas, e embreagem deslizante do tipo “Slip Clutch”, que possibilita reduções de marcha mais bruscas sem risco do travamento da roda traseira.

Torque brutal – A MT-09 é uma motocicleta completa e bem concebida em todos os detalhes. Seu motor é capaz de gerar um monstruoso torque de 8,92 kgf.m. Além disso, ela é leve, com peso em ordem de marchas de apenas 193 quilos, que dividido pelos 115 cv do motor, gera a ótima relação peso e potência de 1,67 quilo por cv.

Foi justamente por todas essas características e qualidades, que o piloto Yamaha Racing Rafael Paschoalin, conhecido como o “maior domador de MTs do mundo”, escolheu a MT-09 para enfrentar em 2018, as 156 curvas de Pikes Peak, uma difícil e perigosa corrida de montanha que acontece há mais de 100 anos no Colorado, Estados Unidos. Paschoalin e a MT-09 conquistaram a terceira colocação na categoria middle weight!

O motor de três cilindros da MT-09, cujo ronco é uma verdadeira música aos ouvidos, também impressiona por sua concepção. Do tipo DOHC, com dois comandos, 12 válvulas e arrefecimento a líquido, ele foi batizado pela Yamaha com a sigla CP3, que significa Crossplane 3, uma alusão ao número de cilindros e à tecnologia Crossplane nele empregado – a mesma utilizada na Yamaha M1 do multicampeão de MotoGP, Valentino Rossi.

Essa tecnologia permite não só um baixo nível de vibração, como principalmente por entregar o torque e potência de forma linear e progressiva, permitindo assim que todo o potencial do motor seja mais facilmente explorado.

Na nova MT-09 2020 as acelerações estão ainda mais rápidas. Graças ao novo sistema Quick Shift. Com ele, as trocas de marchas são feitas em um piscar de olhos, apenas pressionando para cima o pedal do câmbio, sem a necessidade de acionar a embreagem a cada engate, e mantendo a rotação do motor sempre alta.

Isso acontece graças a um sensor junto ao pedal do câmbio que identifica seu movimento quando as marchas vão ser engatadas. Nesse momento, o sistema Quick Shift – que não atua nas reduções – realiza o corte na ignição em uma fração de segundos, permitindo assim o rápido acionamento do câmbio sem que o mesmo, e também a embreagem, sejam danificados.

O motor da MT-09 também é repleto de tecnologia. Ele é equipado com um moderno sistema de injeção eletrônica, em que o combustível é injetado na câmara de combustão como um “spray micrométrico” por meio de doze orifícios instalados em cada um dos três bicos injetores. Toda essa alta precisão e eficiência na combustão contribuem para seu excepcional desempenho.

Trabalhando integrado ao sistema de injeção, está o sistema YCC-T (Yamaha Chip Controlled – Throttle), que detecta as menores ações do piloto por meio do punho do acelerador e transmite os dados para a ECU (Electronic Control Unit), que calcula instantaneamente o quanto de combustível deve ser injetado no motor e o quanto de ar deve entrar no sistema. Isso permite ao condutor ter um controle mais preciso das respostas do motor.

Outro importante recurso oferecido na MT-09 para melhor adequá-la às condições de utilização e ao gosto de seu condutor, é o sistema Yamaha D-MODE (Drive Mode), que possibilita a escolha de três diferentes formas de respostas ao acelerador, a STD, A e a B, que podem ser escolhidos de acordo com as condições de pilotagem e estilo de cada um:

•STD: Opção que cobre várias situações de pilotagem, entregando torque firme e contínuo tanto em baixa como em alta velocidade;

•A: Mais agressivo do que o modo STD, com respostas mais rápidas;

•B: Brando, se comparado ao STD, este modo proporciona uma pilotagem mais moderada.

Controle total – Para tornar a nova MT-09 uma máquina divertida, mas ao mesmo tempo segura, a Yamaha deu atenção especial em vários detalhes que fizeram da nova MT-09 uma máquina mais fácil de controlar.

Seu quadro inteiramente em alumínio é leve, compacto e sua geometria privilegia a agilidade na pilotagem. Também conta a favor de sua ciclística, o baixo peso em ordem de marcha de 193 kg e a forma na qual ele é distribuído. Além das massas estarem concentradas na parte de baixo da motocicleta, o que a torna rápida nas mudanças de direção, sua distribuição do peso entre os dois eixos tem a ótima proporção de 50.2% por 49.8%, ou seja, 97 kg para o dianteiro, e 96 kg para o traseiro.

Outras novidades na nova MT-09 que também garantem maior controle na pilotagem, presentes em motos de competição como a M1 de Valentino Rossi e Maverick Viñales, são a embreagem deslizante, ou “Slip Clutch”, e o controle eletrônico de tração.

O sistema de embreagem deslizante, conhecido como “Slip Clutch”, tem como objetivo impedir o travamento da roda traseira em reduções de marcha mais bruscas, ajudando a manter a estabilidade e controle, além de deixar o manete de embreagem 20% mais leve para facilitar seu acionamento.

Já o controle eletrônico de tração tem a função de dosar a entrega de torque do motor para a roda traseira, evitando que ela destracione em situações de aceleração brusca ou quando houver baixa aderência no piso.

Na MT-09 esse recurso tem duas opções de ajustes: o modo 1 evita que a roda patine em qualquer situação, enquanto o modo 2 realiza um controle moderado, intervindo menos na pilotagem. Além disso, o sistema permite ser desligado para tornar a pilotagem ainda mais emocionante, ideal para quem utiliza a MT-09 de forma mais esportiva, como em um track day.

Outro grande diferencial na nova MT-09 que a tornou ainda mais equilibrada, estável e fácil de controlar, são os novos ajustes da suspensão dianteira. Como já acontecia no amortecedor traseiro, os amortecedores dianteiros do tipo invertido agora contam, além da regulagem da pré-carga da mola, com ajuste do retorno e a compressão da parte hidráulica. Dessa forma, é possível adequar o funcionamento de ambas suspensões ao peso do condutor, à forma que ele pilota a moto, e até mesmo ao tipo de piso em que ela será utilizada.

Por fim, não menos importante quando o assunto é controle, estão os poderosos freios com ABS, capazes de fazem a nova MT-09 frear tão bem quanto acelera. Ela é equipada com dois enormes discos flutuantes de 298 mm e pinças radiais de quatro pistões cada na dianteira, e pinça e disco simples de 245 mm na traseira. Já o sistema ABS, garante o não travamento das rodas, tantos nas frenagens mais bruscas, quanto em condições de baixa aderência, como por exemplo no asfalto molhado ou sujo.

Design animal – Basta um breve olhar para ver que a MT-09 mudou. Ela está mais bonita, com um visual ainda mais arrojado e animal.

O novo farol duplo, totalmente em LED, garante ao modelo um visual sofisticado e agressivo.

A aparência musculosa que é uma de suas marcas registradas, ficou ainda mais evidente com as novas e maiores entradas de junto ao tanque de combustível e as carenagens de proteção do radiador onde agora são fixados os piscas dianteiros.

O banco também é novo. Ele ganhou um formato mais anatômico e sua parte traseira está mais longa para oferecer maior espaço e conforto ao garupa.

Na parte central, a ponteira de escapamento toda em aço inox foi modificada, ganhado um design mais moderno e único.

Na traseira, os destaques são a nova lanterna em LED e o arrojado para-lama junto à roda. Fixado na balança da suspensão, agora ele também serve como suporte da placa.

Até mesmo o painel 100% digital ganhou novo posicionamento, mais para a direita, tudo para tornar sua visualização ainda mais fácil. Ele é completo e traz todas as informações que um motociclista precisa, como os indicadores de marcha, combustível, posição do D-mode, conta giros, odômetro total e parcial, média de consumo, consumo de combustível instantâneo, contagem regressiva de Km em “reserva”, temperatura do motor e temperatura ambiente. Além disso, foram incorporadas três novas funções: as luzes de funcionamento do sistema Quick Shift e do Controle de Tração, e o mostrador digital que indica em qual modo de utilização está selecionado o Controle de Tração, e se ele está desligado ou não.

Com todas essas mudanças, a nova Yamaha MT-09 2020 está simplesmente irresistível. Dúvida mesmo, só na cor. Difícil escolher uma entre as três opções, que são o preto fosco (Matt Black), o azul (Racing Blue), e o cinza sólido (Night Fluo).

A nova MT-09 2020 estará disponível na rede de concessionárias da Yamaha no final do mês de março ao preço público sugerido (sem frete) de R$43.690,00, e sua garantia é de um ano sem limite de quilometragem.

Por: Imprensa Yamaha